CPIC

Versão portuguesa:

Escala de Perceção do Conflito Interparental pela Criança (CPIC)

Octávio Moura, Rute Andrade dos Santos & Paula Mena Matos (2006, 2010)

Versão original:

Children’s Perception of Interparental Conflict Scale (CPIC)

John H. Grych, Michael Seid & Frank D. Fincham (1992)

Enquadramento

A CPIC foi desenvolvida a partir do modelo cognitivo-contextual proposto por Grych e Fincham (1990), com o objetivo de avaliar aspetos específicos do conflito interparental (entre os pais) na perspetiva da criança/jovem. A CPIC é constituída por 48 itens organizados em torno de uma estrutura fatorial de 3 dimensões (Propriedades do Conflito, Ameaça e Culpa) e 9 subescalas. A dimensão Propriedades do Conflito avalia a perceção da criança/jovem relativamente a uma forma destrutiva de conflito entre as figuras parentais, refletindo a frequência e a intensidade com que ocorre e a forma como é resolvido. A dimensão Ameaça avalia a perceção de ameaça e de medo na criança/jovem desencadeado pela existência de conflito entre os pais, associado a um sentimento de incompetência pessoal para lidar com esse mesmo conflito. A dimensão Culpa procura avaliar a perceção das crianças/jovens em se culpabilizarem pelo conflito existente entre os pais.

Descrição

Domínio de avaliação: Avaliação Psicológica.
Tipo de instrumento: Instrumento de autorrelato.
Número de itens: 48 itens, resposta em escala tipo Likert com 6 alternativas de resposta (de “Discordo Totalmente” a “Concordo Totalmente”).
Aplicação: Individual ou coletiva, 10 minutos.
População: Crianças, adolescentes e jovens adultos.

Dimensões

A CPIC está organizada em 3 dimensões (Propriedades do Conflito, Ameaça e Culpa) e 9 subescalas (Frequência, Intensidade, Resolução, Conteúdo, Perceção de Ameaça, Eficácia, Culpa, Triangulação e Estabilidade).

Estudos

A CPIC possui estudos com crianças, adolescentes e jovens adultos em estruturas familiares intactas e com pais divorciados.

Investigações futuras

A versão portuguesa da CPIC pode ser utilizada na prática clínica e para fins de investigação. Há disponibilidade do PsyAssessmentLab para colaborar em projetos de investigação centrados neste instrumento.

Contactos

Octávio Moura (octaviomoura@gmail.com)

Bibliografia fundamental

  1. Grych, J. H., Seid, M., & Fincham, F. D. (1992). Assessing marital conflict from the child’s perspective: The Children’s Perception of Interparental Conflict Scale. Child Development, 63, 558-572. doi: 10.2307/1131346

  2. Moura, O., Santos, R. A., & Matos, P. M. (2006). The Children’s Perception of Interparental Conflict Scale (CPIC): Análise Factorial Confirmatória com Adolescentes e Jovens Adultos. Poster apresentado na XI Conferência Internacional de Avaliação Psicológica: Formas e Contextos. Braga, Portugal: Universidade do Minho.

  3. Moura, O., Santos, R. A., Rocha, M., & Matos, P. M. (2010). Children’s Perception of Interparental Conflict Scale (CPIC): Factor structure and invariance across adolescents and emerging adults. International Journal of Testing, 10(4), 364-382. doi: 10.1080/15305058.2010.487964